Gerente de Projetos: Saiba quais são os conflitos de desenvolvimento de um projeto, e como solucioná-los.

Gerente de Projetos: Saiba quais são os conflitos de desenvolvimento de um projeto, e como solucioná-los.

No dia a dia de um projeto, existem múltiplos fatores que podem se tornar um grande problema se não forem abordados de maneira correta, e quando se trata de gestão, temos que compreender que estamos lidando com pessoas a realizarem as tarefas.

 

Cada integrante da equipe, possuem suas próprias habilidades e personalidades, e no desenvolvimento de um projeto, temos alguns critérios pré-definidos que por si só, podem ser um fator que criem conflitos de interesses são:

  • Escopo;

  • Objetivos;

  • Prazos;

  • Custos entre outros. 

Mas o que são exatamente os conflitos durante a gestão do projeto e como o gerente pode solucioná-los?

 

A primeira coisa que se deve ter em mente é que conflitos não necessariamente são ruins, estes embates podem ser compreendidos como choques ou antagonismos entre elementos ou ideias.

 

Acontecem quando uma pessoa ou um grupo dentro de uma organização impedem ou dificultam que outros indivíduos realizem seus objetivos. Em essência, conflitos são problemas expostos, por isso, não necessariamente ruins, uma vez que todo projeto tem seus desafios – encará-los o quanto antes pode ser inclusive estratégico!

 

Um bom nível de engajamento das equipes, para alcançar um objetivo comum, é o diferencial para que o gerente de projeto acelere as resoluções dos conflitos, e alcance a melhor solução para o seu projeto.

 

Conflitos no ciclo de vida dos projetos

Os problemas podem ocorrer durante todo o ciclo de vida de um projeto, no entanto, trazem mais benefícios às organizações quando acontecem nos estágios iniciais, Os gerentes da área devem, inclusive, estimular o surgimento de conflitos no início do processo, com o objetivo de nivelar o conhecimento da equipe sobre o assunto e prevenir problemas futuros, por isso recomendam-se que o início dos projetos tenham fases bem definidas, para que todo o conceito e interferências sejam detectadas rapidamente.

 

Os conflitos durante a fase de execução, monitoramento e controle, por sua vez, já não são desejáveis e podem indicar que o projeto não está bem gerenciado.

 

Como administrar conflitos durante o projeto?

Mesmo excelentes gerentes de projetos, que lidaram com problemas na etapa de planejamento, estão suscetíveis a enfrentarem conflitos durante a execução do projeto. Por isso, entender e gerenciar conflitos é uma das habilidades que os gestores precisam desenvolver nas organizações.

 

A competência de saber como transformar um conflito em uma solução é fundamental para a produtividade das equipes, para tanto, é necessário trabalhar com a motivação do pessoal, certificar-se de que todos os processos de comunicação estão fluindo sem ruídos e tomar as medidas corretivas necessárias.

 

Quando tratamos de um projeto muito grande, tem-se a errada concepção que é melhor é dividir os processos em mais de uma equipe e empresas, e com isso, as dificuldades de gerenciamento só aumentam, pois, se já temos  conflitos com equipes internas, imagine várias empresas lidando apenas com uma fração do seu projeto, as chances das mesmas tratarem o seu projeto como um assunto secundário são grandes, pois estas empresas possuem seus próprios interesses,  sempre que o assunto se complica, elas sempre poderão fazer o “jogo do empurra-empurra”, nunca assumindo a responsabilidade de solucionarem o problema com foco no interesse final do seu projeto.

 

Os tipos de conflitos

 

Nas organizações, existem pelo menos 3 principais tipos de conflitos, o primeiro deles é o intrapessoal, quando o funcionário está com uma questão interna, seja por expectativas frustradas, problemas em casa ou outras questões.

 

Muitas pessoas têm a habilidade de conseguir fazer com que os conflitos intrapessoais não afetem o trabalho, por outro lado, é papel do gerente de projeto identificar quando uma pessoa de sua equipe está com problemas que possam vir a afetar sua produtividade e a de sua equipe.

 

 

O segundo tipo de conflito é o interpessoal, que ocorre muitas vezes devido à personalidade de uma ou diversas pessoas dentro de uma organização, este tipo de embate acontece principalmente devido ao estilo pessoal de cada indivíduo, que pode ser muito diferente do de outros.

 

O conflito interpessoal requer ao gestor soluções sob medida de acordo com a situação específica. É uma situação em que a hierarquia do projeto deve prevalecer e ser atendida.

 

Por fim, há também o conflito entre grupos, que podem fazer parte da organização ou serem stakeholders externos, geralmente, estes embates possuem uma liderança, que não necessariamente corresponde à hierarquia do projeto.

 

Os conflitos intergrupais são os que mais demandam habilidade do gestor do projeto, pois envolvem muitas pessoas e interesses, como medida, é recomendável que o gerente tenha conversas técnicas com os envolvidos, evitando questões emocionais com o objetivo de solucionar o conflito.

 

Agora que você já sabe quais são os principais tipos de conflitos que acontecem durante um projeto, como contorná-los e fazer com que sejam benéficos para sua organização, utilize estes conhecimentos para criar consenso entre os envolvidos e tenha sucesso em seu projeto!

Visite nosso site, e conheça os produtos e serviços que a Integratte Engenharia pode fazer pela sua OBRA.

 

 

Please reload

Av. Paulista, 1.765  -  7º andar  -  cj 72  -  Bela Vista  | Tel: 11 3075-2798 | 

© 2017 Integratte Engenharia

  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social